Por 12 vezes prometeu, por 12 vezes Rui Moreira falhou.

rui moreiraNos últimos três meses de pré-campanha, Rui Moreira multiplica-se em aparições e anúncios, usando deliberadamente a imagem da Câmara Municipal do Porto para favorecer a sua candidatura.

Na verdade, ao longo de quatro anos de mandato conjunto com Manuel Pizarro, são muitas mais as promessas falhadas do que os projetos cumpridos por este executivo. João Teixeira Lopes, o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara do Porto, denunciou 12 exemplos da inação do atual executivo:

Continuar a ler

Anúncios

Porto: Agora as Mulheres

20265019_145334986045628_1049040654891077990_n

O Bloco de Esquerda Porto convida todas e todos para uma discussão de propostas feministas para a cidade do Porto.

Como reagimos ao machismo na cidade do Porto?

Como é que uma autarquia deve intervir para tornar a cidade segura, livre de violências contra as mulheres, independentemente da sua nacionalidade, etnia, idade, orientação sexual ou situação profissional ?

Vem construir connosco este programa. 
Dia 31 Julho, às 21h30, no Espaço Miguel Portas 
(Rua Álvares Cabral, 77)

 

João Teixeira Lopes em visita ao Museu Nacional da Imprensa: “Não podemos dar-nos ao luxo de desperdiçar este Museu, nem esquecer aquilo que é o sal das nossas democracias”.

be_2

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal do Porto, visitou esta manhã o Museu Nacional da Imprensa, na zona do Freixo (Campanhã). Para João Teixeira Lopes, com o seu vasto património material e imaterial, este Museu é um “extraordinário exemplo da história da imprensa, que é também a história da nossa democracia e da nossa liberdade”.

Continuar a ler

João Teixeira Lopes: “A Câmara Municipal tem que se pronunciar sobre futuro do antigo Colégio Almeida Garrett”.

123.jpg

O antigo colégio Almeida Garrett, situado no centro do Porto, na Praça Coronel Pacheco, é propriedade da Universidade do Porto (UP). O reitor da Universidade acompanhou a coordenadora do Bloco de Esquerda para uma visita ao espaço, que vai fechar em breve por estar em estado de degradação. Para Catarina Martins, o ex-colégio é um espaço que “emblemático para a cidade, que é da Universidade do Porto, que tem neste momento problemas estruturais que estão à vista”.

Continuar a ler